segunda-feira, julho 03, 2006

Gestão no Reino Animal (a vida como ela é)

Todos os dias, a formiga chegava cedo à oficina e deitava logo mãos ao trabalho. Produzia e era feliz. O gerente, o leão, embora satisfeito com o trabalho e com os lucros, estranhou um dia que a formiga trabalhasse sem supervisão. "Se ela produzia tanto sem supervisão, melhor seria
supervisionada?", pensou ele.

E contratou uma barata, que tinha muita experiência como supervisora e fazia belíssimos relatórios. A primeira preocupação da barata foi a de estabelecer um horário para entrada e saída da formiga. De seguida, a barata precisou de uma secretária para a ajudar a preparar os relatórios e contratou uma aranha que além do mais, organizava os arquivos e controlava
as ligações telefónicas.

O leão ficou encantado com os relatórios da barata e pediu também gráficos com índices de produção e análise de tendências, que eram mostrados em reuniões específicas para o efeito. Foi então que a barata comprou um computador e uma impressora laser e admitiu a mosca para gerir o departamento de informática.

A formiga de produtiva e feliz, passou a lamentar-se com todo aquele universo de papéis e reuniões que lhe consumiam o tempo! O leão concluiu que era o momento de criar a função
de gestor para a área onde a formiga trabalhava. O cargo foi dado a uma cigarra, cuja primeira medida foi comprar uma carpete e uma cadeira ortopédica para o seu gabinete.

A nova gestora, a cigarra, precisou ainda de computador e de uma assistente (que trouxe do seu anterior emprego) para ajudá-la na preparação de um plano estratégico de optimização do trabalho e no controlo do orçamento para a área onde trabalhava a formiga, que já não cantarolava mais e cada dia se mostrava mais enfadada. Foi nessa altura que a cigarra, convenceu o gerente, o leão, da necessidade de fazer um estudo climático do ambiente.

Ao considerar as disponibilidades, o leão deu-se conta de que a Unidade em que a formiga trabalhava já não rendia como antes; e contratou a coruja, uma prestigiada consultora, muito famosa, para que fizesse um diagnóstico e sugerisse soluções. A coruja permaneceu três meses nos escritórios e fez um extenso relatório, em vários volumes que concluía :
"Há muita gente nesta empresa".

Adivinhem quem o leão começou por despedir?

PS. Mas onde é que eu já vi isto???

5 Comments:

At 9:27 da manhã, Blogger 9MM said...

realmente...eh bastante familiar tb!

 
At 2:28 da manhã, Anonymous Lena Casas Novas said...

O título é muito doido, mas já que diz que seu Blog é maior que o meu.Faço um desafio.

Mediremos com escalímetro os bLOGS. dÁá uma passadinha lá no Portal

 
At 6:48 da tarde, Blogger The smokerman said...

pois... como se diz em vernáculo e escatológico português: 'quem se fode é o mexilhão'...

 
At 10:42 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Best regards from NY! » » »

 
At 3:52 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... »

 

Enviar um comentário

<< Home